Couro, Couro Ecológico, Couro Sintético ou Poliuretano?

É couro mesmo? É couro legítimo? O que é esse Poliuretano? Essas são algumas das perguntas mais feitas no nosso atendimento aqui na Camerum.

Isso acontece porque muitas empresas chamam de couro, o que não é couro e confundem o consumidor com uma série de nomes semelhantes, causando desconfiança na hora de comprar, quando aparece a expressão “couro”.

Para ajudar a esclarecer algumas dúvidas, vamos explicar o que é cada um dos materiais citados no começo desse post.

Mochilas em couro, com diferentes tipos de cores e trabalhos sobre a pele animal. Mochilas Bennemann 5502 e 5516 e mochilas Bennesh 9186 e 9329.

Mochilas em couro, com diferentes tipos de cores e trabalhos sobre a pele animal. Mochilas Bennemann 5502 e 5516 e mochilas Bennesh 9186 e 9329.

Couro

O couro é a pele curtida de um animal, utilizada na confecção de produtos de uso diário, como bolsas, maletas, roupas, sapatos e etc. O couro mais comum é o bovino.

Poliuretano

O poliuretano (chamado também de PU) é um derivado do petróleo, sendo um plástico mais maleável, que tem diversos usos industriais, como espumas, fibras e tintas, mas no nosso caso, falaremos de sua versão chamada muitas vezes de “couro sintético” ou “couro ecológico”. A origem do poliuretano, portanto, é o petróleo.

Mochilas Mormaii em poliuretano. O PU pode ser sim, um produto bem acabado e durável.

Mochilas Mormaii MCLA 71903 em poliuretano. O PU pode ser sim, um produto bem acabado e durável.

Couro x Poliuretano

Ambos couro e poliuretano podem ser tingidos ou possuir texturas diferentes, cores diferentes e toque parecido. Para diferenciar um do outro temos as seguintes dicas:

  • a distribuição dos poros no couro é mais irregular, já que se trata de produto de origem animal e não há padronagem na pele dos animais. O poliuretano será mais uniforme.
  • o couro é uma pele de animal tratada, dessa forma, é um produto que “respira” por conta dos poros da pele, enquanto o poliuretano (PU) será um composto mais “sólido”.
  • o aroma do couro é bastante característico e bem diferente do PU.
  • no Brasil, todos os produtos possuem etiqueta garantindo a origem e a composição. Procure a etiqueta para verificar se o produto é 100% couro ou se é de poliuretano ou outros compostos.
  • o couro é mais caro, por conta da durabilidade e por não ser processo sintético e sim mais artesanal.

É importante explicar que, tanto couro, quanto PU, podem ter produtos muito bem feitos, ou produtos mal acabados. O problema não é o material, mas a qualidade do fabricante. O couro, contudo, é um produto mais durável e que com o tempo pode deformar (dependendo de como é guardado ou se usado muito pesado, por exemplo), enquanto o PU tende a descascar com o uso (o tingimento descasca com o tempo, já a cor no couro penetra na pele).

Lei do Couro

A Lei n. 4.888 de 09/12/1965 regulamenta o uso da expressão “couro” e proíbe o uso de expressões como “couro sintético” ou “couro ecológico”, sendo caracterizado o uso dessas expressões como crime de concorrência desleal – saiba mais no site do Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil.

Por esse motivo, a Camerum nunca usa a expressão “couro” a não ser que seja um produto de “couro legítimo”. Quando temos um produto do chamado “couro sintético”, usamos o nome correto do material, que é poliuretano.

Exija dos revendedores informações claras sobre os produtos vendidos e qualidade seja couro, seja poliuretano. Os materiais são diferentes entre si, mas ambos garantem produtos de qualidade, quando bem fabricados.

Caso você tenha alguma dúvida sobre qualquer um dos produtos aqui descritos, entre em contato conosco, na sessão Fale Conosco do nosso site.

Para comprar na Camerum acesse o nosso site – www.camerum.com.br

Deixe seu comentário

 

 

 

Você pode utilizar estes tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

 

BlogBlogs.Com.Br